24 abril 2007

Bridget Jones

Para a minha querida Bridget Jones, leitora e comentadora assídua deste espaço. Obrigada pelo encorajamento constante.

5 comentários:

Anónimo disse...

Um dos piores filmes que fui obrigado a ver...

a.pinela

Mafalda Azevedo disse...

Boa tarde!

Então? Que horizontes cinematográficos tão diminutos! O primeiro Bridget Jones (e só o primeiro!) é um belíssimo trabalho de interpretação da Renée Zellweger…

:)

Anónimo disse...

As interpretações não são tudo nos filmes. Também existe o conceito de argumento e de realização, quando aplicável (neste caso não é).

O que não falta são actores com excelentes desempenhos em filmes maus. Eu prefiro, de longe, filmes bons, ainda que com más interpretações.

Bridget Jones é apenas sequência de gags para ridículos, perpetrada em celulóide.

Cinema é outra coisa.


Isto é (obviamente) a minha opinião!

a.pinela

Mafalda Azevedo disse...

Ai de mim se ousasse pensar que as interpretações são tudo nos filmes. Claro que não são tudo.

Quanto a dizer-se que o argumento e a realização são inexistentes… Não posso concordar. Nunca será um grande filme mas tem momentos cómicos fabulosos que aliam esses tais conceitos (argumento + realização). Assim de repente, lembro-me daquela frase - I mean there are stupid things your mum buys you, tonight's another... classic. – acerca das roupas primorosas que a personagem do Colin Firth usa. Belo momento de comédia.

E lembro-me ainda de uma outra comédia, muito melhor do que o Bridget Jones's Diary, que tem sido amplamente subestimada: Analyze This.

P.S. E esse chavão “Cinema é outra coisa” é capaz de ser a frase mais discutível de todos os tempos. Ainda está para nascer a pessoa que saiba definir o conceito de cinema.

Manuel disse...

O primeiro Bridget Jones é suportável,o segundo é um dos piores filmes que vi na minha vida. Ridículo e patético.