12 outubro 2005

À vossa espera no clube de vídeo - III



Um morto, dois homens, duas mulheres e ainda um excêntrico endinheirado. Quem será o responsável por aquele cadáver? Será o capitão, a caçadora de maridos, o pintor indolente ou a casta senhora? Talvez nenhum deles. Se calhar o culpado pelo corpo morto é uma criança faladora ou mesmo um médico distraído. Todos parecem ter um motivo, todos parecem agir de forma estranha e há ainda uma porta que se abre misteriosamente ao longo do filme.
Ao mesmo tempo que o pintor vai desenhando, Alfred Hitchcock arquitecta uma série de equívocos preenchidos por uma sexualidade explícita. Minuto a minuto, The Trouble with Harry, a estreia em cinema de Shirley Maclaine, revela-se uma teia de fios macabros, deliciosamente pervertidos.
Um filme do mestre bem diferente de todos os outros.
Não deixem de o ver!

1 comentário:

David disse...

O meu filme preferido do mestre. a sério.

beijinhos