08 outubro 2007

Londres - terceiro filme

O Francisco tem muita razão quando refere que Control (2007) é um filme brilhante. Acabo de o ver, num cinema de bairro, em plena Baker Street.

O trabalho interpretativo de Sam Riley não me sai da cabeça. Movimentos de braços tão soltos, tão sinceros. Olhos tristes, constantemente molhados. Uma cabeça que não pára de sofrer. Um corpo em constante colapso. Uma incapacidade de lutar contra os desaires da vida, um medo tão grande de não conseguir suportar. Um filme espantoso. Perfeito desde o princípio até ao fim. É claro que esta película é também um tributo a Ian Curtis e aos Joy Divison, vindo de quem os acompanhou durante a sua curta existência. E tudo a preto e branco, como convém. Ninguém me tira da cabeça que a vida é mais bonita a preto e branco.

Imprescindível.


Fotografia dedicada à Marianne.

3 comentários:

H. disse...

Ninguém me tira da cabeça que a vida é mais bonita a preto e branco
... a mim também não ;)

Marianne disse...

Obrigada :) Mas não sei se percebo...

Mafalda Azevedo disse...

H. :)

Marianne - Neste filme, a Alexandra Maria Lara está tão parecida contigo... Em tantos aspectos! E ela vai entrar no próximo filme do Francis Ford Coppola! Yupi!

(Acabo de descobrir que o Jack (1996)também foi realizado pelo Mestre Coppola... Que estranho!)