13 janeiro 2007

Homenagem familiar

Gato Fedorento - Provável fonte de inspiração

Serenidade

5 comentários:

Nabur disse...

Realmente! Este senhor foi um gato fedorento antes do seu tempo! Há quanto tempo queria eu assistir a esta famosa entrevista! Obrigada Mafalda!

Anónimo disse...

Brilhante ! Simplesmente Genial !

Esta homenagem familiar é também um tributo à franqueza.

Cresci a ouvir a mitica tirada - Fui sequestrado. Já duas vezes. Já chega. Não gosto de ser sequestrado. É uma coisa que me chateia, pá.


Mas vibrar vibrar, vibrei com três expressões que vão passar a fazer parte do meu nucleo de respostas:

- isso não me interessa para nada
- Não, não me recordo assim de nada que me irritasse especialmente
- E eu agora, é pá, vou almoçar, pá...

Mafalda Azevedo disse...

Eh Eh Eh!!

É do melhor, não é?

Anónimo disse...

Maninha linda,

No seguimento da tua homenagem familiar e do meu comentário (sim sou eu o primeiro anonymous que não assinou) vi e revi a entrevista e continuo a rir alarvemente com a franqueza e irreverência.

Entusiasmada, tentei encontrar o "Badamerda para o Fascista" mas penso que infelizmente não foi filmado.

Em compensação, emocionei-me sinceramente com o povo é sereno isto é so fumaça.

http://www.youtube.com/watch?v=BecQHSWajFw

Serenidade em tempos de tumulto !

Perante granadas de gás lacrimogénio e petardos, constrastando com os lenços de Soares e Sá Carneiro sobressai aquela voz de uma força serena de quem sabe apaziguar: "não há perigo ... povo é sereno ... povo é sereno ... povo é sereno"

Rita

Mafalda Azevedo disse...

Muito obrigada pela dica. Como podes verificar, acrescentei-a ao post para que todos possam assistir a esta lição de serenidade.

:)