24 julho 2012

Momento GIRLS


O Mise en Abyme já viu Girls, a série da moda, e não ficou completamente convencido.

Imaginem quatro amigas: Hannah, Marnie, Jessa e Shoshanna. Hannah é a protagonista e é interpretada por Lena Dunham que assume também as funções de argumentista, realizadora e produtora executiva da série. Representa o estereótipo da gorda, baixa e feia com um enorme sentido de humor e uma ausência total de sentido de oportunidade. Marnie é a mais gira e é também a mais rígida e controladora. Jessa é a misteriosa, arrojada, um espírito livre e indomável. É a que me desperta maior predileção. Shoshanna, interpretada por Zosia Mamet que já conhecíamos de Mad Men, de The Kids Are All Right e do facto de ser filha de David Mamet, é a figura mais aborrecida de todas. Tomara que, na próxima temporada, ganhe contornos mais humanos e menos lúdicos.
São quatro amigas, vivem em Nova Iorque, têm ocupações medíocres, sofrem humilhações constantes e criticam-se umas às outras de forma pouco leal. Segundo as opiniões que li, chama-se a isto “realismo” em comparação com o “irrealismo” de Sex and the City, série com premissas semelhantes se excetuarmos o facto de a pandilha Carrie, Samantha, Charlotte e Miranda privilegiar a amizade em detrimento de tudo e de ser um grupo de amigas coeso. Viviam em casas incomportáveis, estavam sempre no seu melhor e mantinham um estilo de vida impossível? Quero lá saber! Lamento mas, quando vejo séries cómicas sobre mulheres, não quero um retrato miserabilista sobre a vida destas. Quero fantasia, emoção e embuste. Quero festas, aventuras sexuais gratificantes e futilidades. Quero mulheres independentes, bem-sucedidas e que não vivam sob a alçada dos pais para sempre. Aliás, as constantes e irónicas referências à série Sex and the City são responsáveis por alguns dos momentos mais hilariantes de Girls

Favoritismos à parte, e eu jogo na equipa Sex and the City, o pedido de desculpa do parasita Adam à doce Hannah foi realmente comovente. E não foi o único bom momento, claro. Para ser honesta, vi os 10 episódios em muito pouco tempo e posso garantir que me diverti. Vejam e digam de vossa justiça.

1 comentário:

ann.dorinha disse...

Gostei desta primeira temporada mas acho que não é uma série que se goste ao primeiro episódio. Acima de tudo, acho que a série vive muito da relação entre Hanna e Adam.