29 agosto 2010

Cerimónia dos Emmy | hoje à noite

.

.
Até ao momento, e já lá vão quatro episódios, a quarta temporada de Mad Men tem sido uma desilusão. Parece que as personagens mergulharam num autêntico banho-maria, sem surpresas ou descobertas. O Don Draper está ainda mais egoísta, ressacado e infeliz e a Peggy Olson lá vai oscilando, quase a custo, entre a confiança e a insegurança. O Pete Campbell parece acomodado à vida burguesa e nem o bambolear da Joan Harris chega para animar as hostes. Só a Sally Draper e o seu admirador trouxeram algo de novo.
Apetece gritar: mexam-se!

2 comentários:

FernandoB disse...

Quarta temporada ? Está nos States? fiquei tão triste com essa noticia... Já a 3ª série, acabou um pouco xoxa, nos ultimoa episódios...não diga mal é da Christina Hendricks. Não a trocava por essas bonitezas e magricelas que desfilam, desfilam...

Mafalda Azevedo disse...

Caro FernandoB,

Obrigada pelas visitas e comentários. Atenção que gosto muito da Christina Hendricks. Muito mesmo. E quanto à 4ª série... Já teve grandes momentos graças ao egocêntrico Don Draper.

"The reason you haven't felt it is because it doesn't exist. What you call love was invented by guys like me, to sell nylons. You're born alone and you die alone and this world just drops a bunch of rules on top of you to make you forget those facts. But I never forget. I'm living like there's no tomorrow, because there isn't one."

Até breve.